Licor de Cacau

Licor de Cacau - 1ª Temporada - #14 - MÁGICO

16:07Cacau dos Santos

Foto: Divulgação
 (1) Sobre fundo preto surgem, em letras brancas, sucessivamente, as seguintes frases:

AVISO: A história a seguir contém linguagem atípica, palavrões, termos em inglês, muitos pontos de exclamação e referências da cultura pop e, devido ao seu conteúdo, este pode causar crises de risos e nostalgia aos leitores. Todos os personagens e eventos - mesmo aqueles baseados em pessoas reais - são fictícios. Se por ventura você se identificar com algo que foi escrito ou com alguém citado, isso significa que a sua loucura se parece um pouco com a minha e aproveite esse momento de coincidência para me seguir no instagram: @thecacaudossantos

(2) As frases desaparecem em fade e surge título da série seguida da primeira cena


LICOR DE CACAU
EPISÓDIO 14 – MÁGICO
Escrito por: Cacau dos Santos

Rio de Janeiro, Agência GRID – Barra da Tijuca
9 de maio de 2017
10h47 am

Música de cena:


- Cacau o pessoal do Ice in Love mandou as correções do post que vai subir agora às 11h, não é sorvete de chocolate belga 80%, é chocolate do equador 75%. Troca essa informação com urgência, por favor.

 - Cacau eles amaram a arte mas querem uma nova e mais conceitual.

- Cacau você sabe onde está salvo aquela foto que usamos como destaque do banner do e-mail marketing que foi disparado na última quarta-feira? Não a foto com as crianças brincando na praça mas sim com o casal namorando no parque.

- Cacau vai pedir comida? Pede pra mim também, mas não quero com salada de repolho roxo e sim com carne seca desfiada, aaah e pede pra acrescentarem abobora e agrião.

- Cacau o pessoal do Ice in Love pediu pra avisar que não vai ser mais sorvete de chocolate do equador 75%, vai ser sorvete de pistache.

- Cacau você não acha que tá frio aqui na sala? Bora desligar o ar e abrir a janela.

- Cacau pediu o almoço? Tão demorando pra entregar, né?

- Cacau, o sorvete de pistache é na casquinha e não no pote.

- Cacau eu preciso que você crie pra mim um modelo de backdrop para o lançamento do Kid Shoes da próxima semana. A arte é pra ontem.

- Cacau e o almoço, hein?

- Cacau é pistache com baunilha.

- Cacau, o backdrop não é com imagem, é só com o logo da marca.

- Cacau a comida, tô com fome!!!!!

- Cacau, é pistache com coco, esquece a baunilha, essa vai no outro post, com o do chocolate belga 80%.

- CACAU, A COMIDA!!!!!!!!

- Cacau que time é teu?


OLHO DIRETO PARA A CÂMERA E GRITO:
- AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAFF PORRA!

E saio andando pelas ruas do Downtown Shopping falando comigo mesma:
- Não faz nem 1 mês que estou trabalhando nessa agência e já estou ficando maluca! É “Cacau isso, Cacau aquilo, Cacau tralalá”, puta que pariu! Que agitação do caralho, CARALHO! Tão do caralho que tô aqui xingando sozinha essa porra! E tô xingando demais e quando xingo demais é porque eu tô puta mesmo! E TÔ PUTA MESMO! Puta pra caralho, CARALHO!

E claro, meu ataque de pelanca arranca olhares por onde eu passo, mas não ligo e continuo xingando e falando alto e sozinha:
- Eles estão sugando toda a minha energia, ASSIM NÃO DÁ! CADÊ TEMPO E VONTADE DE VIVER NESSAS CONDIÇÕES? Não consigo mais fazer uma coisa básica como sair com a galera depois do expediente porque eu tenho hora pra chegar no trabalho mas não tenho hora pra sair! Vocês acreditam que agora eu mal vejo a Cake? E OLHA QUE ELA MORA COMIGO! Pois é, mal tenho tido tempo para ver a minha própria cachorrinha! Chego tão tarde e cansada em casa que só consigo ter forças pra tomar banho e dormir. E ela fica ali me olhando, chorando, pedindo atenção, mas não dá pra fazer muita coisa com ela agora. Brincar, levar pra passear e tal, só nos finais de semana. Meus amigos já não os vejo faz um tempo também, Fabricia já me chamou várias vezes para um happy hour, uma exposição no CCBB, um cinema durante a semana, pegar uma praia, um abraço... mas nada, só tô dando perdido na pobre. Johnny já desistiu de marcar algo comigo. E o Chouri, aaaah o pobre do Chouri, esse tem sido o guerreiro da paciência com essa minha falta de tempo mas sinto que o estou perdendo, se eu não tomar uma atitude eu não terei mais meu boycrush e periga nem ter mais o meu amigo. Da minha patota a que tenho visto um cadiquinho mais é a Valentina, mas isso por causa da campanha #SOMOSTODOSVALENTINA que continua dando o que falar. Vocês acreditam que meu chefe pediu o contato dela e a colocou a frente de uma campanha para divulgar um aplicativo que oferece serviços de transporte privado para pessoas com necessidades especiais! Ou seja, é tipo um Uber só que para cadeirantes. Irado, né? Pois é, a Tina agora é tipo a garota-propaganda desse app e vira e mexe tá sempre ali na agência para uma reunião com o pessoal e sempre que pode a gente acaba almoçando juntas. Aliás tô indo agora me encontrar com ela para mais um almoço. Dá licença.

Entro na praça de alimentação e vou direto no Beluga onde a encontro, já numa mesa reservada, me esperando.

- Oi Cacau – diz Tina ao me ver entrar.
- Oi Tina, desculpa o atraso mas veio a alteração de um post em cima da hora de tive de fazer correndo. Como sempre. Cliente nunca sabe qual o sabor do sorvete que quer divulgar e quando, enfim, descobre o que quer eu tenho de fazer toda a alteração pra ontem! Complicado isso, viu. O Lipe dá muita trela pra certos abusos de certos clientes e quem sofre com isso é a equipe. Eu principalmente. SACO! – resmungo enquanto me jogo na cadeira do restaurante. Meu corpo parece que pesa uma tonelada.
- Calma mulher! – pede ela - Calma senão você vai acabar tendo um troço, já já.
- Duvido nada, ando muito estressada com certas coisas que acontecem dentro daquela agência e muito cansada com essa demanda sem fim! E por causa disso eu não consigo relaxar. Aliás por causa disso eu não consigo fazer mais nada a não ser trabalhar! Acredita que eu não transo desde o dia em que entrei na GRID.
- É O QUE?! – e Tina se assusta.
- É menina, eu não dou para o Chouri desde o mês passado.
- Tá de zoeira!
- Antes fosse, eu tô sempre cansada então cadê tesão pra isso?! E o Chouri super tá respeitando essa minha fase mas daqui a pouco ele desiste de tudo e termina nosso lance... não que isso seja importante pra mim.
- Uh-hum, sei... – e ela debocha.
- É, não é importante mas... sacomené! – afirmo.
- É, sei comené.
- E já vai fazer 1 mês que não vejo a Fabricia, e nem o Johnny, e nem ninguém! Gente, me tornei um fantasma!
- Menos, Cacau.
- Menos não, Tina, eu preciso virar esse jogo! Preciso recuperar a minha vida social mas sem que isso coloque em risco o meu emprego pois também preciso pagar as minhas contas!
- Concordo, mas antes você precisa comer. Bora logo escolher o nosso prato porque eu tô azul de fome!
- Acredita que não tô com vontade de comer nada. Tô com a cabeça tão a mil que só consigo pensar em trabalho e isso chega a tirar a minha fome.
- Mas você vai comer, sim Senhora! – diz ela com voz de bronca - Com fome ou seu fome mas saco vazio não para em pé!

Almoço com Tina e depois volto para a agência onde o número de demandas, claro, já aumentou. Complexo isso, viu.

Saio do trabalho às 7h38 pm, MORTA! Chouri me manda um WhatsApp dizendo que está com o DEMODES KILLERS tocando em frente ao chafariz do Largo do Machado e pergunta se não posso passar por lá rapidinho para vê-lo? Quero dizer não pois estou cansada demais e só penso em ir direto pra casa, tomar um banho e dormir mas ando fazendo desfeitas demais com esse sujeito e acabo dizendo sim ao seu pedido. Pego o metrô e salto na estação Largo do Machado, e lá está ele, feliz da vida tocando Have You Ever Seen the Rain, ao lado de Felipe e Davi, para uma pequena plateia que inclui 3 mendigos, 2 crianças com o uniforme de escola e o vendedor de churros. Não vou negar, acho a cena linda! Tanto que tiro uma foto e a posta no instagram.

Chouri me vê e faz um gesto com a cabeça, como quem diz “Vem cá”. Me aproximo e me sento em frente à eles, num dos bancos da praça. Cruzo as pernas, apoio a cabeça na mão esquerda e fico acompanhando o ritmo da música com os pés.

I want to know
Have you ever seen the rain?
I want to know
Have you ever seen the rain
Comin' down on a sunny day?


Quem gosta dessa música é o desgraçado do meu pai. Me lembro que toda vez que ela tocava na rádio ele a cantava com uma empolgação contagiante... ENFIM, olho para os 3 mendigos que estão dançando felizes da vida, como se não houvesse amanhã! Eita que cena maraviwonderful! Uma senhora passa e deixa uma nota de 2 reais dentro da caixinha de doação da banda. Os meninos comemoram a gentileza. É tão bom ver essas coisas, enchem meu coração de alegria e por alguns minutos eu relaxo e esqueço dos problemas no trabalho.

A música acaba e todos na pracinha começam a aplaudir, inclusive os 3 mendigos que chegam a fazer reverência à banda e recebem outra reverência em troca.

- Muito obrigado! Agora nós vamos fazer uma pausa de 20 minutos – anuncia Chouri que vem em minha direção.

Me levanto e vou até ele e nos comprimentos com um beijo e um abraço. 

- Oi gata – diz ele me segurando pela cintura.
- Oi boy crush- respondo com a voz cansada.
- Tá tudo bem? – ele pergunta um pouco assustado com meu timbre de voz.
- Tá sim, só tive um dia puxado, como sempre. Não está sendo fácil.
- Caramba Camila, você anda trabalhando demais! E está lá a tão pouco tempo, fala com teu chefe, as coisas não podem ser assim desse jeito. Isso aí já é exploração!
- Eu vou falar com ele, juro que vou, mas não agora, vou esperar um pouquinho mais, até certas coisas se acalmarem para, aí sim, ter uma conversa sobre essas questões dos horários e das demandas.
- E a tal vagaba lá do seu trabalho? A que fica te pentelhando?
- A Regina? Aaah continua a mesma vagaba de sempre. Mas sabe que já nem ligo mais para as provocações dela. É uma mal comida do caramba, digna de pena. Abstraí.
- HAHAHA, boa. Quer comer alguma coisa?
- Quero. Não estou com a menor vontade de chegar em casa e preparar o jantar, prefiro comer na rua, mesmo.
- Bora de pão com linguiça?
- Bora!

Chouri segura na minha mão e me leva até a barraquinha da República da Linguiça, onde peço 1 sanduíche com pão australiano e mostarda preta e ele um com pão francês, maionese e  molho barbecue. Sentamos nos banquinhos da própria barraca e começamos a comer enquanto conversamos, ou melhor, eu devoro o sanduíche em 3 mordidas e ele começa a debochar da situação:
- Mulher, cê tá bem? Tá a quantos dias presa no cativeiro e passando fome?
- Aaah Chouri, para! A fome que não senti hoje na hora do almoço eu tô sentindo agora a noite. Ou melhor, eu não sinto mais fome na parte da manhã, o estresse não deixa. Mas quando eu saio do trabalho e consigo relaxar, é aí que a fome se manifesta.
- Gata isso não é bom, não!
- Eu SEI, cara! Mas o que posso fazer? Sou workaholic e estressada modo ON!
- Mas isso vai acabar prejudicando a sua saúde! Sério Camila, pega leve nesse seu trabalho, se desgastar assim não vale a pena. Lembra do que você me falou da sua mãe?

Paro de comer e olho séria para ele. Por alguns segundo sinto raiva. Não me compare com a minha mãe, NUNCA!... Mas ele está certo... sim, me lembro da minha mãe e me lembro do que ela fez e de como terminou.

Mas antes que eu possa dar uma resposta o meu celular toca. O tiro de dentro da bolsa e atendo a ligação. Quem será a essa hora da noite?

- Alô? – digo.
- Oi, Camila? – a voz feminina do outro lado pergunta.
- Sim, é ela.
- Oi Camila, aqui é a Carmem, da pet shop Pet & Vida, tudo bem?
- Aaah sim Carmem, tudo bem, boa noite!
- Boa noite, estou ligando para confirmar a tosa higiênica da Cake amanhã às 8h.
- Tosa higiênica da Cake?

PUTA QUE PARIU! Esqueci completamente que marquei essa tosa! Mas disfarço porque sou dessas.

- Sim, sim, claro! A tosa higiênica! Tá confirmado sim, estaremos aí amanhã às 8h.
- Ótimo! Dá R$ 70 tudo.
- Perfeito, R$ 70!
- Nos vemos amanhã então, às 8h!
- Amanhã às 8h! Pode deixar, não vamos nos atrasar!
- Maravilha, Camila.
- Maravilha, Carmem!
- Um beijo, boa noite.
- Beijo! Até amanhã.

E assim que desligo o celular:
- QUE MERDA! Esqueci que amanhã tenho de levar a Cake bem cedo no Pet pra fazer a tosa higiênica!
- E não dá pra desmarcar? – pergunta Chouri.
- Pior que eu já desmarquei essa joça umas 3 vezes. E diz essa tal de Carmem que não tem mais nenhum horário disponível esse mês a não ser esse de amanhã de manhã. Claro que ela está mentindo, não quer é correr o risco de remarcar de novo pois tá puta comigo! Aí mandou esse miguê. Mas tá beleza. O foda é que a Cake tá muito peluda, parece um mini Chewbacca!



- Por isso quero resolver logo isso e vou leva-la amanhã cedo no pet e depois corro direto para a agência!

- Uuh... – e Chouri nada mais diz mas faz aquela expressão de repreensão que toda mãe faz quando vê o filho fazendo alguma merda.
- Melhor eu ir, depois dessa vou arrumar as coisas para poder acordar mais cedo amanhã.
- Mas a gente mal se curtiu! Nem deu tempo de te contar quem veio me visitar!  – ele reclama.
- Aí Chouri, tenta entender o meu lado, caramba! – aí sou eu quem reclamo.
- Tá bom Camila, vai lá. Boa sorte com a tosa da Cake. Vou voltar a tocar – ele se levanta e nem se despede de mim. Só dá as costas como resposta e volta a se aproximar de Felipe e Davi.

Fico puta e magoada com aquilo ao mesmo tempo, em engulo em seco as lágrimas e vou para o meu apê. Chegando eu arrumo o que tenho de arrumar, dou atenção a Cake, tomo meu banho e vou para cama dormir. Amanhã será um novo (e bom) dia. Tenho fé.



Rio de Janeiro, Laranjeiras
10 de maio de 2017

6h30 am e eu já estou de pé. Tomo meu banho, tomo meu café, me arrumo, pego a Cake e a levo até o pet que fica no Catete. Consigo chegar às 8h em ponto. Ufa! Primeira missão do dia concluída com sucesso!

A tal de Carmem, ao me ver, não acredita no fato:
- Ora, finalmente! – ela ironiza.

Já não gostei dessa vaca.

- Tudo bem, Camila? Prazer – diz, me cumprimentando com 2 beijinhos na bochecha.
- Prazer Carmem.
- E essa deve ser a Cake – diz, apontando para Cake, que está nos meus braços.
- É, é o meu bebê e...

Mas antes que eu pudesse falar qualquer outra coisa ela já tira Cake dos meus braços e a leva para a sala de tosa.

- Mas... mas... – fico meio perplexa com aquela atitude.
- Tudo bem, a Dona Carmem é especialista. Pode se sentar que ela vai cuidar direitinho do seu cãozinho – diz a recepcionista do Pet Shop que vê a cena e percebe que fiquei meio chocada com tudo.
- Aaah... OK... – digo me sentando e pegando uma das revistas disponíveis na mesinha da recepção.

Caramba, nem pude dar um beijo de despedida na Cake. OK que ela não vai pra guerra ou algo do tipo mas... né...

Tento me distrair lendo a tal revista... CARAS... de novembro de 2012... AFF! Gente, custa comprar uma GLAMOUR MAIO 2017 e colocar aqui para os clientes lerem?... Já me sinto impaciente, pego o celular e vejo se há alguma mensagem no grupo de trabalho... e há! Pra que fui ver?

LIPE: Cacau, sobre o backdrop, mudança de planos, vamos ter de incluir o logo de outros 3 patrocinadores do evento, mas incluir no canto inferior da arte. Preciso disso pronto até às 11h. Vai demorar muito aí no Pet?
TOMMY: Lipe, bom dia, já estou a caminho da agência, posso fazer essa alteração pra vc.
LIPE: Perfeito, Tomaz! Vlw cara!

Tomaz, que bom que veio ao meu regaste! Te amo, cara! ... Opa, peraê, mensagem da vaca da Regina:
REGINA-A-VACA: Tomaz vc ficou de me ajudar na edição da vinheta do metrô e isso é mais urgente. Deixa a alteração do backdrop para a Cacau. Quando ela chegar ela pega nisso.
TOMMY: É vdd, mas essa alteração do backdrop não vai levar mais do que 10 minutos.
REGINA-A-VACA: Tomaz deixa isso com a Cacau, a demanda é dela, a responsabilidade é dela tbm. Ela que veja isso quando chegar.

OLHO PARA A CÂMERA E FALO:
- É ou não é uma vaca? Ainda vou tacar sal na cara dessa quenga!

Mando logo a minha resposta:
EU: Tommy e Lipe, não vou demorar muito aqui no Pet, devo chegar na agência antes das 10h. Não se preocupem, eu faço essa alteração e às 11h o cliente já terá esse material finalizado.
LIPE: Vlw Cacau! Vc é Show!
TOMMY: Vlw Cacau! No que eu puder eu te ajudo no decorrer do dia.

Chupa Regina! E enfia essa vinheta no c...

20 minutos já se passaram desde que a Cake foi tirada de minha entrenhas e levada pela Camem-do-Pet para tosar. Já folheei toda a revista CARAS de 2012 e decido distrair a minha mente fazendo uma coisa que adoro: vou ver as postagens do povo no instagram.

Tem uma foto nova do Harry Styles? Tem foto nova do Harry Style! Pois é, quem diria, virei fã desse puto depois que ele lançou seu primeiro single solo. Nunca achei que, passada a fase Backstreet Boys, eu fosse cair de amores por outro ser parido de uma boy band!

Uma publicação compartilhada por @harrystyles em


Tem foto nova da Alice na academia? Tem foto nova da Alice na academia! E com a seguinte legenda: “Meu corpo, meu templo”. Gente como eu admiro a energia dessa mulher, e a dedicação que ela tem por manter sua barriga negativa. Quando eu crescer quero ser igualzinha a ela!

Tem vídeo no story da Fabricia? Tem vídeo no story da Fabricia, onde ela mostra seus pés caminhando pela rua. Saudades dessa pessoa, lhe mando uma mensagem no privado: “Cabrita, te amo e quero te ver e prometo não furar com vc de novo. Bora marcar!”

Johnny também postou uma foto na sua conta? Johnny também postou uma foto em sua conta, onde aparece deitado numa rede e lendo um livro do Renato Russo, chamado “Só por hoje e para sempre”. Que profundo! Clico no coraçãozinho de curtir e deixo outro coraçãozinho nos comentários. Preciso ligar para o Johnny. Prometo fazer isso na hora do almoço.

E para a minha surpresa, depois de muito tempo, também tem postagem nova do Pedro? Também tem postagem nova do Pedro! PEDRO! 😊 Sim, Pedro! Ele publica uma foto linda ao lado de seu família, todos sentados numa grande mesa redonda, no melhor estilo “almoço de domingo com os melhores”. Ele me parece feliz e fico feliz por ele estar feliz... mas... o quê?... Olho bem para o foto e noto uma coisa que me deixa um pouco intrigada... há uma garota sentada ao seu lado... e ela está com a mão em sua coxa!... QUÊ?! Dou um zoom na imagem e é isso mesmo, ela está com a mão na coxa direita do Pedro! Mas que intimidade é essa?!... A garota está marcada na foto. Seu nome: Marjorie Trindade. Marjorie... Marjorie... Estiano... Não, Trindade... não vou entrar no perfil dela, pra que fazer isso?... Não vejo a necessidade... não vou entrar no perfil dessa garota... JÁ ENTREI... Perfil Privado. AAAAAAAAAAAH QUE RAIVA! Quem é essa tal de Marjorie e por que está com a mão na coxa direita do Pedro?!

- Camila?
- KI É?! – respondo com rispidez.

E quando tiro os olhos da tela do celular, vejo que é Carmem já de volta com a Cake. A tosa já foi feita.

- Sua filhinha está pronta – me diz ela me entregando meu bebê.
- AAAAH... Nossa... Cake... UAU!

Estou perplexa! Sem chão! A tosa ficou... UMA BOSTA! E Cake está visivelmente puta com isso! Corte mal feito do caramba e, como se não bastasse, ela ainda colocou um lacinho vermelho no topo de sua cabeça e ainda colou um adesivo dourado (aqueles de Carnaval) entre os olhinhos dela. Tá a coisa mais cafona do mundo! Eu sei que tem gente que adora esse visual Caminho das Índias no seu pet mas eu particularmente acho de uma breguice tamanha! Mas não deu tempo de dizer isso a Carmem já que ela tomou a Cake de meus braços e saiu rapidamente para a sala de tosa. Só consigo disfarçar e dizer que ficou lindo!

- Que bom que você gostou! Eu caprichei! – diz Carmem toda orgulhosa.
- Aaah.... HAHAHAHAHA! – rio de nervoso!

E Cake continua me olhando com cara de puta, como quem diz “mamãe, essa você me paga! Vou cagar em todos os seus sapatos!”.

"Bolada com uma coisa dessas!"


Tiro o dinheiro de dentro da carteira e pago Carmem, que me agradece com um sorriso de uma ponta da orelha da outra. E saio o mais rápido que posso daquele lugar com Cake nos braços.

- Me desculpa, filha! ME DESCULPA! Eu sei, tá uma droga! – digo a ela enquanto arranco toda aquela bugiganga de seu pelo – Mas prometo nunca mais te trazer para esse lugar, serião!

Chego em casa com Cake as pressas! Já são 9h12! Porra, tenho de voar, falei que estaria na agência antes das 10h. Pra que fui mentir? Eu sabia que não ia conseguir chegar antes desse horário! Deixo a Cake deitada em sua cama, vejo que tem água e ração pra ela e depois saio e vou correndo em direção ao Largo do Machado para pegar o metrô.

Chego na Barra às 10h25. 25 minutos depois do horário estabelecido, mas tudo, pelo menos eu cheguei. Regina, claro, já me lança aquele olhar de desaprovação e ainda manda o primeiro veneno do dia:
- O cliente precisa do backdrop para às 11h e você disse que entregaria a tempo.

Não aguento e respondo na lata:
- Garota se mete com a sua demanda e deixa a minha em paz!

TURN DOWN FOR WHAT!

E a empresa inteira zoa com a cara de Regina! Até Lipe, que ouviu meu fora, segura o riso! Regina, é claro, fica puta e manda outro veneno como resposta:
- Só estou dizendo que, por sua causa, uma entrega vai ser atrasada e isso é falta de responsabilidade.
- E quem foi que disse que a entrega vai ser atrasada? São 10h30, ainda tenho meia hora pra fazer isso e até onde eu saiba você não é a fiscal da GRID, ou é? Mudaram teu cargo, foi? Satisfação eu só devo ao Tomaz, que é meu supervisor, e ao Lipe que é meu patrão!

DEAL WITH IT

Pronto, o barraco tá armado!

Regina se levanta da cadeira e vem em minha direção já com o dedo indicador levantado:
- Escuta aqui, garota...
- Escuta aqui você! – digo indo com toda a raiva pra cima dela.

Mas Tomaz logo se mete entre nós duas e me segura.

- Cacau vamos fazer a alteração do backdrop e seguir feliz? É melhor do que discutir com quem não deve – diz tentando me acalmar e me levando, pelo ombro, até a minha mesa.
- Mas você viu isso, Tomaz? Viu que ela tá se metendo onde não foi chamada?! – questiono.
- Vi, cara, mas ignora, ela tá fazendo isso de proposito, quer te provocar, não cai na pilha que é pior pra você.

E ele está certo. Não vou cair no joguinho sujo dessa vaca! Respiro fundo...



...sento na minha mesa, ligo meu PC e faço, CORRENDO, a alteração nesse bendido backdrop. E às 10h59 em ponto... ELE FICA PRONTO!

E às 11h já está na caixa do correio eletrônico do cliente.

E às 11h05 o cliente manda a seguinte resposta:
- Perfeito! Arte aprovada! Podem encaminhar para a gráfica.

YES! CHUPA VACA! FECHEI MAIS UMA DEMANDA!



Aaah não, fala sério, chegar cedo, de novo?
- Por mim beleza, Lipe – avisa Tomaz
- ...É, por mim também – respondo.

Ótimo, amanhã então cheguem às 8h30.

AFF! Que teste de resistência. Sinto meu pescoço rígido, é estresse. Começo a fazer movimentos circulares com a cabeça, afim de relaxar um pouco. Estalo o pescoço para um lado, estalo para o outro, vou girando a cabeça novamente... e eis que ouço meu celular apitar. É uma notificação do Facebook. A seguinte notificação: Pedro Marques foi marcado na foto de Marjorie Trindade.

Marjorie... você de novo... paro de estalar o pescoço na hora e pego o celular, o desbloqueio e vejo a tal foto da marcação, é uma selfie só deles dois, ainda na grande mesa redonda, no melhor estilo “Somos um casal e viemos aqui hoje almoçar na casa dos pais do Pedro e celebrar o amor”. Na legenda: “Na companhia da melhor pessoa do mundo”, e já há mais de 20 curtidas, incluindo uma do Leo, que botou a maior pilha para que eu ficasse com o primo dele e agora isso! Cambada!

JÁ CHEGA! DEU! 1, 2, 3, DEU! DEU POR HOJE! DEU!



Fecho o Facebook e abro o WhatsApp e sem pensar muito mando a seguinte mensagem para Chouri:
EU: Chouri! Esteja na minha casa hoje às 21h. VAMOS TRANSAR.
ANTÔNIO/CHOURI: É O Q???????? Emoji assustado
EU: É isso mesmo o que você leu, nós vamos transar! MUITO! Bora tirar esse atraso e para com a palhaçada!
ANTÔNIO/CHOURI: vários emojis assustados Gata vc tá bem?
EU: Eu tô ótima! E louca pra dar pra vc a noite inteira! Vai querer ou não?
ANTÔNIO/CHOURI: CLARO QUE QUERO, PORRA!
EU: Ótimo! Apareça então às 21h. E se puder leve erva também! Preciso dar um teco! Leva aquela maconha gourmet do Felipe que adoro.
ANTÔNIO/CHOURI: HAHAHAHA, fechou!

É isso, vou transar muito hoje! E o Pedro que se dane! Bundão! E já que amanhã eu tenho de chegar às 8h30 na agência, aviso logo que hoje eu vou sair no meu horário.

- Lipe, por causa da reunião de amanhã eu hoje vou sair no meu horário. Tudo bem?
- Tudo bem, Cacau. Sem problemas.

Nossa, essa foi fácil.

6h48 pm é hora de dar tchau. Desligo o computador e ignoro o fato de que há alterações de outras artes para serem feitas. Ficam para amanhã.  Vou correndo até uma loja de roupa intima feminina que tem no Downtown e compro uma lingerie nova. Quero fazer um agradinho mais picante para o Chouri e tenho certeza que ele vai amar me ver de lingerie nova.

Depois corro para o metrô e vou direto para a minha casa. Chego a tempo de limpar toda a bagunça da Cake, a levo para passear e depois tomo um banho caprichado (com direito a óleo corporal e tudo), coloco a depilação em dia (porque... né), lambuzo meu corpo com hidratante (Victoria Secret´s porque aqui a coisa é levada a sério!), visto a lingerie nova, depois visto um vestido preto justo e fico aguardando Chouri chegar.

21h em ponto e ele bate na minha porta. Um homem quando quer transar ele é pontual na foda, não é mesmo? Respiro fundo e faço minha melhor cara sexy. Coloco a mão esquerda na cintura e abro a porta com a direita.

- Oi boy crush – falo tentando parecer o mais sensual possível.
- Que isso?!!!! – e ele fica pasmo.
- Gostou? Caprichei pra você. Tô gostosa? – pergunto dando uma voltinha.
- Tá muito gostosa! Jesus abençoe!


- Que bom que você gostou! Agora vem aqui, seu lindo! – falo lhe puxando pela blusa e lhe tascando um beijo de sugar a sua alma!

É isso, Chouri, vem que hoje tem!

- Gata, mas que fogo é esse?! – pergunta ele assustado.
- É saudades de ter você comigo, saudades de relaxar, de curtir... você tava certo, estou ficando igual a minha mãe e isso não é bom. Não posso me desgastar assim por causa do trabalho, preciso voltar a apreciar as boas da vida... aliás você trouxe a maconha gourmet do Felipe?
- Trouxe algo melhor.

E Chouri joga mochila no chão, a abre e tira uma caixinha e depois me entrega.

- Que isso? – pergunto curiosa.
- Olha aí.

E quando abro a tal caixinha, dou de cara um brigadeiro.

- Brigadeiro?! – pergunto espantada.
- É um brigadeiro mágico, mas esse é especial, veio direto da Europa. Meu irmão quem trouxe.
- Mentira?!
- Te falando, ele chegou ontem de Portugal e vai passar 2 semanas aqui comigo, daí trouxe esse bagulho doido. Era isso o que tentei te falar ontem. Ele trouxe uns pra mim mas guardei um pra você.
- Aaah Chouri, eu amei! – falo lhe dando um abraço.

Mas quando me afasto e mordo todo o brigadeiro...:
- COME TUDO NÃO! ESSA PARADA É FORTE PRA CARALHO! – ele grita.
- HUM?! – digo já com a boca cheia.
- Era pra você dar só uma mordida e comer o restante depois! Sério, esse troço é mega forte! A erva deles é mais pura que a nossa!
- Agora já foi, engoli!
- Caralho Camila! – e ele leva a mão na testa.
- Relaxa, não deve fazer efeito, nunca peguei onda com maconha, acredita? O máximo que vai acontecer é que eu vou ficar super relaxada!
- Te falando, esse bagulho é muito forte. Comi um desses e fui a júpiter e voltei! Eu fiquei muito, MUITO doido!
- Tá bom, se eu ficar doida você me prende no armário. – ironizo.
- HAHAHAHA, feito! Agora vem cá que eu tô louco pra arrancar esse seu vestido!

E com isso Chouri me agarra pela cintura e me dá um beijo cheio de tesão. Gente, como é que eu passei 1 mês inteiro sem dar pra esse homem?! É muito desperdício!

Vamos para o meu quarto e a lingerie nova fez o maior sucesso mas ela não durou muito tempo no meu corpo. Fazemos um sexo muito gostoso, como nunca fizemos antes. E quando terminamos sinto todo o meu corpo relaxar, era disso o que eu estava precisando, de uma boa transa ^^
- Você tá bem? – pergunta Chouri.
- Eu tô ótima!- respondo com um sorrisinho idiota na face.
- Mesmo? – ele parece preocupado.
- Uh Hum! – afirmo – Só tô com um pouco de sede, pega um copo d´agua pra mim, por favor?
- Pego, claro.

E ele se levanta da cama e vai até a cozinha e é aí que o escuto gritar:
- PUTA MERDA! CAKE! NÃO CAKE! FALA COMIGO! CAKE! CAKE!

Cake? AAAH Meu Pai!

Levanto num pulo só e vou até a cozinha ver o que está acontecendo? E é aí que encontro Chouri sentado no chão, com a Cake no colo.

- CAKE! REAGE, CAKE! CAKE! – pede ele desesperado.
- Chouri o que foi?! – digo me ajoelhando ao seu lado – O quê a Cake tem? O que você fez com ela?
- Camila... deu ruinha!
- COMO ASSIM? ME DÁ MINHA CACHORRA! O QUE FOI QUE VOCÊ FEZ? –pergunto tirando Cake dos seus braços.
- EU NÃO FIZ NADA! SÓ QUE...
- O QUÊ CHOURI? FALA!!!!!
- ... ela comeu um brigadeiro mágico.
- QUÊ?!!!!

O que acontece: Chouri deixou a porra da sua mochila jogada no chão (como sempre), e ele ainda tinha outro brigadeiro mágico guardado. Enquanto estávamos no quarto, Cake sentiu o cheiro do doce e aproveitou que a mochila estava aberta e pegou... E O COMEU!

Resultado: Minha cachorrinha ficou chapadona, aí!

Tava igual o Amendoim, um simpático chihuahua que achou um brownie de maconha e ficou na maior vibe! (http://www.ahnegao.com.br/2016/09/historia-do-cachorro-que-ficou-chapado-apos-comer-um-bolinho-de-maconha.html)

Cake viajadona, mano! HAHAHAHA... por quê que eu tô rindo dessa porra?... HAHAHAHAHA!

- Camila, por quê você tá rindo?! – pergunta Chouri já puto.
- HAHAHAHAHAHAHAHA, ELA VIROU O SNOOP DOGG! HAHAHAHAHAHAHA!!!! Ou melhor, o Snoop Humano porque o Snoop Dogg é humano e é DOG e a Cake é DOG e virou humano... HAHAHAHAHAHA, SNOOP HUMANO! HAHAHAHAHAHAHAHA!!!!!


Música de Cena:


E eu apenas tenho uma crise de riso, enquanto seguro Cake nos meus braços, que está mais pra lá que pra cá. E no meio daquela crise de riso eu vejo algo que nunca pensei que fosse ver em toda a minha vida!
Na verdade pra mim ele não passava de uma lenda urbana, mas não, ele existe! E estava ali, diante de mim, bem no meio da minha cozinha... O ELEFANTE COR DE ROSA!


- PUTA QUE PARIU O ELEFANTE ROSA! OLHA CAKE, OLHA ALI!


- Caralho Chouri, você tinha razão, a erva dos gringos é mais forte que a nossa... EU TÔ VIAJANDO!... Aaaah Meu Deus, eu tô viajando!... EU TÔ VIAJANDO, HAHAHAHAHAHAHAHA!!!

Eu tô muito doida, cara!

- Eu falei pra você e você não quis me ouvir! Agora se controla! Se controla porque nós temos de ajudar a Cake! Tô com medo que aconteça alguma coisa! Olha pra ela!




- Essa não, Cake! – e a abraço com força – Cake volta, por favor... HAHAHAHAHAHAHA!

Pior que eu estou oscilando, há momentos que consigo me controlar e há outros que... HAHAHAHAHAHA!


- Camila por favor, se controla! – Pede Chouri me segurando pelo braço – Me diz onde tá o número do veterinário dela?
- HAHAHAHAHAHA... tem um imã de geladeira com o número dele, é o Dr. Maurício. Acho que ele pode nos atender agora, esse pet fica aberto 24h justamente por questões de emergência. Chouri me ajuda, ME AJUDA! Eu não quero rir mas... OLHA ISSO!



- HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA!


- CAMILA PARA! PARA E SE ACALMA! – pede Chouri me segurando forte pelos braços e me dando uma sacolejada pra ver se eu volto (um pouco) ao meu estado normal – Presta atenção no que eu vou falar, eu vou ligar para o veterinário da Cake e vou ver se consigo marcar uma hora agora, tá bem?
- Por mim tá bem. Tá bem pra você, Flufy?
- FLUFY?!
- Flufy! O elevante rosa, tá atrás de você! DAAAAH!


- Puta que pariu, eu tô fodido mesmo – diz Chouri já desesperado, se levantado e vestindo a roupa.
- Chouri relaxa, eu tô... EU TÔ LOUCA! HAHAHAHAHA! E AÍ, TÔ DE FOLGA, NÃO GRAVO HOJE E EU... AÍ... E DAÍ SE EU TÔ LOUCA? EU POSSO!



Gente quem sou eu nesse momento?... QUEM É VOCÊ QUE TÁ ASSISTINDO A MINHA VIDA AGORA?

- Tá bom Dr. Maurício, tô indo aí com ela aí, obrigado!... Camila boas notícias, Dr. Maurício vai poder ver a Cake agora! Cobrou uma facada mas é o que tem pra hoje. Se veste e vamos até lá – explica Chouri.
- Tá mas o Flufy vem junto! Ele faz parte do time! C´MON!


 Não me perguntem como mas, de repente, eu e Cake já estávamos no consultório do Dr. Maurício. A gente se teletransportou, foi?... Aliás por quê que eu tô te dando satisfação? Sei lá quem é você que tá aqui invadindo a minha vida!... Quero Cheetos Lua.

- CAMILA! – Berra Chouri no meu ouvido
- AÍ KÊ?!
- Dr. Maurício tá falando, a Cake tem quanto tempo de vida?
- Ah?... 5 meses! 5 meses nascida no dia 8 de dezembro de 2016 às 19 horas e 42 minutos filha mais velha de Clark e Lana e neta de Mia e Sugar Ray.
- ...  – e Dr. Maurício só me olha e me julga.
- KÊ KI É, GOSTOU DE MIM? QUER LEVAR PRA CASA, É? 10 MILHÕES, COROA! – respondo.
- CAMILA! – fala Chouri me segurando pela cintura – Mil desculpa, de verdade, isso é muito embaraçoso. Ela não deveria ter comido esse troço, muito menos a Cake mas tudo não passou de um acidente.
- Acidente... sei... – fala Dr. Maurício não levando muita fé no pobre Chouri.
- Eu juro, jamais eu daria esse tipo de coisa ao meu cachorro, aliás a nenhum outro animal.
- Olha como eu conheço a Camila e sei que não é da sua natureza agir assim, eu não vou chamar as autoridades, mas peço que a controle e a leve direto para casa. Nota-se que está visivelmente alterada.
- TEU CU! – respondo.
- CAMILA! CALA A BOCA! – grita Chouri me segurando.

Dr. Maurício respira fundo e continua a explicação.
- Eu vou pedir que deixe a Cake aqui, ela vai ter de ficar em observação nas próximas 12 horas.
- Tudo bem, sem problemas. Eu venho buscá-la amanhã – garante Chouri.

De repente uma mulher entra na sala e se assusta com a cena.

- Meu Deus, o que está acontecendo?
- Nada Carmem, só temos aqui um caso inusitado.
- EPA! PERAÊ! – digo – EU CONHEÇO VOCÊ... VOCÊ... VOCÊ FOI A PIRANHA QUE TOSOU SUPER MAL A MINHA CACHORRINHA!
- É o quê?! – E Carmem se assusta.
- É VOCÊ MESMA! PIRANHA! CORTA MAL PRA CARALHO O PELO DOS ANIMAL! E AINDA COLA ADESIVO DE CARNAVAL NOS BICHOS! VAI COLAR ESSE ADESIVO NO TEU RABO!
- O QUÊ?!
- Camila já chega! JÁ CHEGA! – fala Chouri me arrastando pra fora do Pet.

Mas eu não me calo, NÃO ME CALO! EU QUERO QUE O MUNDO SAIBA QUEM ESSA TAL DE CARMEM...ELA É... boba!

- Ô PRA VOCÊ, Ô :P


- FLUFY, PEGA ELA!



- RAPAZ, OLHA ESSAS ESTRELAS! QUE CÓSMICO!



- É A ERA DE AQUARIUS!



- Sei lá se eu sou esquilo?! CATRINA! FAZ ISSO COMIGO NÃO, VELHO!



- ENTRA AGORA NO CARRO QUE EU TÔ MANDANDO, EU SOU TEU PAI!



- QUE ONDA É ESSA MERMÃO? O SANGUE DE JESUS TEM PODER! TEM PODER, TEM PODER!



- NUNCA MAIS EU VOU DORMIR, NUNCA MAIS EU VOU DORMIR, IIIH KÊ ISSO? MICHAEL DOUGLAS!

- AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAH!!!!!!!


- DAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAH!!!!!!



Apaguei.

Minha cabeça doi.

Tô morrendo de sede.

Meu corpo todo tá moído.

Cara o que foi que eu fiz?!


Rio de Janeiro - Laranjeiras
11 de maio de 2017
5h13 am

Acordo e vejo que estou no meu quarto, deitada na minha cama. Chouri está me abraçando, com a perna sobre a minha, na verdade ele parece que está me segurando ao invés de abraçando. Tento me mexer mas não consigo. Forço sair do “abraço” dele mas não dá certo. Esse cara é mesmo forte. Desisto e volto a dormir. Só acordo com o raio de sol batendo na minha cara. Já é de manhã e estou um bagaço. Penso em dormir novamente mas daí me lembro que hoje é quinta e preciso ir trabalhar... aliás que horas são?... Já deve ser umas 7h30... Chouri continua com o corpo todo ao meu redor. Começo a me sacudir afim de fazer Chouri despertar.

- Chouri... Chouri acorda, por favor.... Chouri...
- zzzzz...
- CHOURI! – grito.

E é aí que ele acorda.
- Porra Camila, não grita – resmunga enquanto me solta devagar.
- Desculpa mas eu não conseguia me mexer. Por que me segurou desse jeito?
- ... – ele para incrédulo por alguns segundos e fica me encarando com a cara mais puta do mundo.

Iiiih já vi tudo, vou levar um esporro.

- Você não lembra do que fez ontem a noite?
- ... não... quer dizer... me lembro de algumas poucas coisas...
- ... como?
- ... como ter comido o brigadeiro mágico... e a Cake também... e daí a o Flufy apareceu... e daí fomos até o Pet para o veterinário cuidar dela... e daí... deu branco.
- E daí você mordeu a tal da Carmem do Pet!
- QUÊ? – me assusto com a revelação.
- É, você mordeu a mulher só porque ela tosou a Cake de um jeito tosco.
- EU NÃO FIZ ISSO! – afirmou em voz alta.
- AAAAAH FEZ! Não só fez como a mulher ficou de dar queixa de você na polícia!
- O QUÊ?!!!!
- É gata! Ela só não fez isso porque eu paguei pra ela calar a boa, e paguei em Euro! Dei uma nota de 50 pra mulher! Nota essa que meu irmão me deu pra trocar! Sabe quanto que tá 50 Euros no câmbio? Quase 200 Reais, porra!
- Aí caralho... – e levo a mão até a testa.
- E tem mais, você cismou que podia voar! Saiu correndo pela rua, balançando os braços, dizendo que eles eram asas e que podia voar até o Amazonas porque você era Jesus!
- Aí Chouri... – tô morrendo de vergonha.
- Fora que você queria Michael Douglas! Bateu na porta do seu vizinho chamado Douglas e cismou que ele tinha Michael Douglas só porque se chama Douglas!
- Aí o Douglas, ele é um vizinho tão gente fina. Sempre me deu açúcar quando precisei.
- Pode ter certeza que ele nunca mais vai te dar nada, nem um copo d´agua. Camila você ficou muito doida, cara! Eu falei que aquele brigadeiro era muito forte mas eu não sabia que com você as coisas iam ser nesse nível hard core!
- Aí Deus, o que foi que eu fiz... e a Cake? Cadê a Cake?! O QUÊ HOUVE COM A CAKE?!!!!!
- Tá no Pet, vai ficar em observação até hoje a tarde. O Dr. Maurício ficou puto contigo.
- COMIGO?! – exclamo.
- Sim, com você, pela baderna que fez no consultório dele e por ter deixado a Cake comer o brigadeiro mágico.
- EU NÃO DEIXEI A CAKE COMER PORRA NENHUMA, ELA COMEU PORQUE VOCÊ DEIXOU A BOSTA DA SUA MOCHILA JOGADA NO CHÃO! – grito com raiva
- AAAAH ENTÃO A CULPA É MINHA? – aí é quem ele grita com raiva
- É, A CULPA É SUA SIM, CHOURI! PORQUE TROUXE ESSA DROGA PRA MINHA CASA E DEU NO QUE DEU!
- QUEM PEDIU PRA TRAZER FOI VOCÊ!
- EU PEDI PRA VOCÊ ME TRAZER A ERVA GOURMET DO FELIPE E NÃO ESSA PORCARIA DOS INFERNOS!
- Cara é sério isso? Vai mesmo jogar a culpa em mim? Depois de tudo o que eu fiz por você?!
- Depois de tudo o que você fez por mim? Como assim “tudo”?
- TUDO, CARALHO! Cuidei de você a noite inteira como um namorado prestativo que sou e é assim que você retribui?
- Você não é meu namorado, você é meu boy crush!
- AAAAAH JÁ CHEGA DESSA PORRA DE BOY CRUSH! EU SOU SEU HOMEM, CARALHO. E VOCÊ É MINHA MULHER E JÁ PASSOU DA HORA DE VOCÊ TER UM POUCO MAIS DE CONSIDERAÇÃO POR MIM PORQUE EU SOU O ÚNICO QUE ESTÁ DO SEU LADO AGORA.

E emputecido, Chouri se levanta da cama da vai embora.

E quanto a mim? Só me resta chorar. Choro igual um bebê, agarrada as minhas pernas. Que merda que eu estou fazendo da minha vida? Tá tudo errado. TUDO! Choro de soluçar, de ter ânsia de vômito, de sentir uma dor absurda no peito. Eu quero a morte nesse momento... mas não posso morrer, tenho de trabalhar.

Já são 10h43 am e sim, eu estou ridiculamente atrasada, mas não ligo. Tô um bagaço, com dor de cabeça, dor por todo o meu corpo, mal consigo andar. Me vesti na primeira roupa que vi pela frente, pareço uma mendiga e não ligo. Tô com óculos escuros numa tentativa (em vão) de disfarçar a minha expressão de cracuda da zona sul mas a sensação que tenho é que todos sabem o que eu fiz na noite passada. Meu celular não para de tocar mas não o atendo. Na verdade o escondo no fundo da bolsa. Já sei quem me liga e já sei do que se trata – é do trabalho e querem saber onde estou? BLÁ BLÁ BLÁ...

Chego na agência às 11 da manhã e quando abro a porta já sou recebida por um Tomaz enfurecido:
- Caramba Cacau, o que foi que aconteceu? Tô te ligando desde às 8h da manhã!
- É, eu sei... eu... tive um problema aí...
- Você tá bem?!
- ...não...
- Por que não atendeu as minhas chamadas?

“Por que eu não quis!”, penso em dizer, mas claro que não digo isso mas sim:
- Porque não deu pra atender. Rolou uns imprevistos.
- Esqueceu da reunião de hoje com o pessoal do Kid Shoes?

...CARALHO, A REUNIÃO! A PORRA DA REUNIÃO! ESQUECI COMPLETAMENTE DISSO!

- Aí não, a reunião! – me desespero.
- É Cacau, a reunião! Pra sua sorte eles remarcaram para hoje às 15h. Os caras não conseguiram vir na parte da manhã então vão passar aqui mais tarde. Dessa vez você deu uma puta sorte mas tem noção que quase botou tudo a perder? O Lipe tá puto contigo e eu não consegui te defender. Pior que agora ele colocou a Regina pra participar também.
- A REGINA NÃO! TUDO MENOS ESSA VACA!
- Fala baixo, por favor! Tua moral não tá nada boa aqui, hoje. Seguinte, vai para a sua mesa, faz o seu trabalho e mais tarde dê o seu melhor nessa reunião pois é o seu que tá na reta.

TÁKIPARIU, viu. Só me faltava essa. Tiro os óculos escuros e sigo de cabeça baixa até a minha mesa. Não tenho coragem de encarar ninguém agora, muito menos a Regina que deve estar vibrando com essa minha derrota. Mas mal me sento na cadeira e já ouço o Gregório me perguntar:
- Cacau você tá bem? Anotou o número da placa do caminhão que te atropelou?
- Não deu tempo, o caminhão era mágico – respondo com ironia.

3:10 pm e os sócios do Kid Shoes chegam na agência. Lipe chama a mim, ao Tomaz e a Regina e vamos todos para a sala de reunião. Regina está radiante, com um look que transpira confiança e sofisticação e uma maquiagem impecável, enquanto que eu tô um bagulho! Parece que tirei minha roupa da boca do lixo e minha cara não é das melhores. Dá pra ver que o Lipe tá morrendo de vergonha por mim e geral já sabe que, depois dessa reunião, eu vou me salsifufú! Queria mesmo estar morta agora...

Sentamos todos ao redor da mesa e um dos sócios começa a falar da campanha que quer desenvolver conosco para o lançamento da linha de tênis infantil Basic & Cool e explica todo o conceito da marca e BLÁ BLÁ BLÁ Whiskas Sachê... eu não tô nem aí pra nada, minha cabeça tá latejando! Divago bonito durante a reunião, só consigo pensar em como fui cretina com o Chouri e o quanto estou vacilando em vários pontos da minha vida. Disse que ia ligar para o Johnny e não liguei, Fabricia quer me ver e nada de eu marcar algo, e Pedro tá saindo com outra mulher... Pedro... por que ainda me importo tanto?... psicodélico... Flufy era um elefante psicodélico... Flufy! Me lembrei, o vi durante a minha viagem! E me lembrei também dos desenhos cósmicos que apareceram na minha mente, pareciam os desenhos que fazia na aula de pintura do colégio Miraflores. Era minha aula favorita já que sempre gostei de desenhar. Pegava todos os tubos de tinta e saia pintando as coisas mais loucas que vocês podem imaginar. Eu era uma criança super hiperativa e sempre fui a favor de pais incentivarem a criatividade de seus filhos. Deixem os garotos brincá e...

- Cacau? – e Lipe chama meu nome.
- Oi! – e rapidamente volto das minhas lembranças.
- Você tem alguma sugestão para a campanha Basic & Cool?
- ...Se eu tenho alguma sugestão?!

Silêncio total. Todos param e olham pra mim, aguardando a minha resposta. Aí meu Deus, o que foi que o cliente falou mesmo que não prestei atenção?... Peraê eu me lembro de ter escutado alguma coisa sobre... tênis branco... sem estampa.... os tênis não tem estampa, são de cores chapadas, isso! CORES CHAPADAS, cores vivas mas chapadas... mas que sem graça, bota vida nisso aí!

- Tem que ter ilustração! – digo rápido.
- Ilustração?! – o cliente se assusta com a minha afirmação.
- Sim, ilustração! Criança gosta de desenho, criança gosta de desenhar!
- A linha se chama Basic & Cool, “BASIC”, de básico, ou seja, os tênis não levam ilustração, caso não tenha prestado atenção – fala Regina com aquele veneno típico.
- Eu sei que a linha é “básica”, eu li o briefing. Mas o básico não chama a atenção das crianças, até parece que elas vão ver aquele tênis todo branco, sem estampa, vão virar para suas mães e falar “olha mamãe, um tênis minimalista, compra pra mim!”, NÃO! Elas gostam de cores! De vida! De rabiscos, elas gostam de preencher aqueles espaços vazios nas “telas brancas”. Olhem...

Então me levanto, saio da sala correndo, vou até a minha mesa, pego a caixa de lápis de cor que fica na minha gaveta e uma folha de papel ofício, volto para a sala de reunião e começo a desenhar uma das imagens psicodélicas que apareceu na minha “viagem”, imagem essa que só depois me toquei que era muito semelhante aos desenhos que fazia na minha época de escola. Todos estão em silêncio prestando atenção no que estou fazendo, inclusive Regina que parece ser a mais intrigada de todos.

Quando termino de desenhar o mostro a todos:
- Aqui, cores! “Nós entramos com o básico para que seu filho o preencha com cores”, e cada tênis branco pode vir com uma caixinha de hidrocor para que a criança personalize o seu calçado, o deixando com sua cara e isso é ótimo para estimular a sua criatividade. E pode ser aquele hidrocor que não mancha o tecido, ou seja, lavou, sai tudo e assim a criança “ganha” uma tela branca para criar outro desenho. E para a divulgação, a gente pega a foto do tênis branco e “limpo” e o coloca sobre esse desenho que remete a um traço infantil e explica que quem vai “criar” a estampa será a própria criança, isso se ela quiser. É o básico saindo do básico mas sem deixar de ser básico mas com um ar mais cool! “Basic & Cool”!

Silêncio total de novo. Aí Meu Deus, acho que dei outra bola fora. Claro que dei outra bola fora, essa ideia é uma bosta! Só eu mesma pra usar uma imagem psicodélica, fruto de uma “viagem”, para uma campanha de tênis infantil!

Decido pedir desculpas pela gafe mas quando abro a boca para falar algo, eis que o cliente se manifesta:
- Eu adorei!
- ADOROU?! – me assusto.
- ADOROU?! – Regina se assusta.
- É, adorei! Adorei a ideia, adorei o conceito e adorei a sugestão do hidrocor! Mas é claro, crianças gostam de desenhar e por que não deixa-las criar as estampas de seus próprios tênis? Perfeito! Vamos fechar com essa proposta!

CHOKEI!


- HÁ! Perfeito! Proposta definida, então! – diz Lipe surpreso e feliz ao mesmo tempo e apertando a mão do cliente.

E acabou que a reunião foi um sucesso e minha ideia, quem diria, foi mais do que aprovada! Regina está vermelha de raiva! Ela tinha uma certeza, mais do que absoluta, de que essa seria a minha última pá de cal e que dessa vez eu seria demitida. Pra falar a verdade eu também espera que isso fosse acontecer mas dei a volta por cima e ainda peguei a campanha do Kid Shoes.

- Parabéns, Cacau. Você se saiu muito bem - diz Lipe me dando um tapinha nos ombros e se mostrando satisfeito com meu desempenho. Dá pra ver que não tá mais puto comigo, UFA!
- Cacau, mandou muito bem! Parabéns! – diz Tomaz me dando um High 5.

É cara, que virada de placar espetacular!


6h57 pm

- Cacau, a galera quer sair pra comemorar a conta do Kid Shoes, bora tomar uma?! – chama Tomaz.
- Valeu Tommy mas infelizmente eu não vou poder ir, tenho de ir pra casa resolver uma coisa muito importante da minha vida mas prometo que, na próxima, eu saio pra beber com vocês.

E, de fato, eu tenho de resolver uma coisa muito importante, uma não, umas! No plural mesmo. Mas vamos por ordem de vacilo.


Música de cena:




VACILO #1
7h42 pm
Catete - Pet & Vida

- Então é isso, Carmem, me desculpa, de verdade. Desculpa por tudo, pelas ofensas, pelo meu comportamento... pela mordida... desculpa principalmente pela mordida! Eu não deveria ter feito o que fiz.
- ... Desculpas aceitas mas saiba que eu nunca mais vou tosar a sua cachorra na vida.
- Aaaah mas eu não ia pedir pra você fazer isso mesmo, a tosa ficou uma b... bom... hehehe, desculpa pela mordida, hehehe.
- ... – Carmem tá mesmo puta comigo.
- ... pode devolver a minha cachorra, por favor? Hehehe!

(X) Me desculpar com Carmem-da-tosa e pegar a Cake no Pet & Vida.


VACILO #2
- Cake, meu amorzinho, Cake! Chega de brigadeiros mágicos por essa vida, OK?

(X) Me desculpar com a Cake e ser uma mãe melhor a partir de agora e administrar meu tempo para que eu possa lhe dar a devida atenção e mantê-la longe de qualquer brigadeiro mágico ou derivado.


VACILO #3
8h19 pm

CHAMADA VIA WHATSAPP
- Alô, Johnny?
- Cacau?
- Oi Johnny!
- Oi! Caramba que surpresa! Quanto tempo!
- Pois é, tô sumida e em dívida com você, sei disso. E aí, como você está?
- Estou bem, e você?
- Aaah tô indo, às vezes na merda, às vezes bem.
- Ou seja, está como todo típico brasileiro.
- Exato! HAHAHAHAHA!
- HAHAHAHAHA!
- E aí, quais são as novidades?
- Aaah nada demais, a não ser que a Gisa voltou a me procurar.
- Sério?!
- Sério, me pediu pra voltar. Garante que agora tem maturidade para seguir com o nosso relacionamento.
- E você, o que disse?
- Eu fiz a egípcia, ainda não sei se quero o mesmo. Mas é interessante vê-la querer reatar o nosso relacionamento depois de tudo...

(X) Ligar para Johnny e colocar o papo em dia.


Rio de Janeiro – Downtown Shopping, Barra da Tijuca
12 de maio de 2017
12h33 pm
Travel Point Câmbio e Turismo

- Quero comprar Euro, 50 Euros pra ser mais exata, preciso de uma nota de 50 Euros. Dá quanto?
- R$ 192,43.
- UKÊ?!
- R$ 192,43.
- AFF... aceita crédito?


VACILO #4
7h03 pm
Centro – Rio de Janeiro

- Cacau! É você mesma?!
- Oi Fabricia! Tudo bem?
- Tudo! Mas... o quê você tá fazendo aqui?
- Vim te dar um abraço.
- Como é?
- Vim te dar um abraço! Da última vez que nos falamos você me disse que eu não tinha mais tempo pra nada, nem para um abraço, então cá estou eu, para te dar um abraço. Pensei “vou lá no trabalho da Fabricia e vou dar um abraço nela”, daí pedi pra sair mais cedo da agência e vim pra cá e foi  isso.
- Peraê, você veio até aqui só pra me dar um abraço?
- Isso mesmo.
- Eu não tô acreditando!

E ela corre e se joga nos meus braços e me dá o abraço mais apertado que vocês podem imaginar.

- Aí amiga que saudades que eu tava de você!
- Eu também, desculpa o sumiço, prometo que não vou mais fazer isso.
- Ei, vai fazer o que agora? Tava marcando de ir pra Lapa com a Mallu, vem comigo! Hoje é sexta, vamos nos divertir!
- Sabe de uma coisa... eu vou aceitar a sua proposta!
- Jura?! Oba! Vou avisar a Mallu que você vai com a gente!

(X) Dar um abraço na Fabricia e voltar a ser uma amiga mais presente


VACILO #5
Rio de Janeiro – Laranjeiras
13 de maio de 2017
10h13 am
Supermercado Princesa

- 5 latas de leite condensado, 5 pacotes de granulado, 1 pote grande de manteiga Qually, 1 sacão de Nescau... dá R$ 36,95.
- Aqui, débito.


10h56 am

LIGAÇÃO VIA WHATSAPP
- Davi, eu preciso muito da sua ajuda e da ajuda do Felipe. Seguinte: tem como você sair com ele hoje por, pelo menos, 1 hora?
- Tem, mas pra quê?
- É o seguinte...


1h04 pm
- Caramba Cacau, sério isso? 200 brigadeiros!
- É Alice, 200 brigadeiros, e eles precisam ficar prontos até às 18h. Vamos lá.
- Mas pra que tudo isso de brigadeiro?
- É para o Chouri.
- Chouri?!
- Uh hum, vai mexendo o brigadeiro na panela enquanto eu te conto o que houve e o por que desses brigadeiros todos aí...



6h39 pm
Rua Almirante Salgado

- Tchau Felipe, até mais tarde.
- Tchau Antônio, Tchau Davi. Até.

Estou escondida atrás de um carro quando vejo Chouri e Davi saindo de casa. Assim que eles se afastam eu saio correndo e aperto o interfone que corresponde ao apartamento deles e logo sou atendida por Felipe.
- Entra aí Cacau.
- Obrigada Felipe, prometo ser rápida! Tem certeza que eles não vão voltar tão cedo?
- Tenho! Davi o convenceu a irem no bar do pai do Antônio e de lá eles devem encontrar com o irmão dele. Pode ficar tranquila que vai dar tempo de sobra de você fazer essa parada aí. Aliás cadê meu pagamento, hein?
- Aqui seu pidão! 10 brigadeiros conforme o nosso trato.
- Pô, valeu! Mas vem cá, esse brigadeiro não tá batizado, não? Né? É que eu não quero ficar doidão e sair por aí mordendo as pessoas.
- “HÁ HÁ HÁ”, muito engraçado!
- ;p

Sigo para o quarto de Chouri onde tiro todos os 190 brigadeiros restantes da caixa e os uso para escrever uma palavra em cima da sua cama – DESCULPA.

Sim, isso mesmo que vocês viram, eu uso todos esses brigadeiros para escrever a palavra DESCULPA em cima da cama do Chouri e ainda deixo a nota de 50 Euros, que comprei na Casa de Câmbio, embaixo de um dos brigadeiros. 

(X) Pedir desculpas ao Chouri de um jeito único, criativo e divertido.


Bom, é isso. Cumpri todos os itens da minha lista de vacilos. Agora é esperar pelo resultado.



11h23 pm
Recebo um WhatsApp do Chouri com uma foto dele comendo 1 dos brigadeiros e com a seguinte mensagem: “ Tá desculpada”.

Sorrio um sorriso de alívio! Ele me perdoou! Mando uma mensagem perguntando se ele pode vir até a minha casa e ele diz que sim.

E meia-hora depois lá está ele diante de mim, com aquele cabelo descolorido, aquelas bochechas mordíveis, aquele jeito gostosinho, não resisto e me jogo em seus braços e depois o encho de beijos. Ele só sorri um sorriso sem dentes.

E quando termino de beijá-lo, o encaro bem séria e pergunto:
- Chouri, quer namorar comigo?
- Quero – responde sem pestanejar.

Aaah Meu Deus, nós estamos namorando!

- Agora eu posso te pedir só uma coisa? – pergunta ele.
- Pode, claro!
- Me chama de Antônio.
- ..Tá mas... por que? Você não gosta de Chouri?  Se sente ofendido quando te chamo assim?
- Não, não é isso mas é que Chouri remete muito a nossa amizade e eu tô afim de começar um capítulo novo a partir de agora. Tudo bem pra você?
- Tudo bem... Antônio... isso vai ser meio estranho pra mim no início mas acho que consigo me acostumar.
- 😊
- Agora eu posso te pedir uma coisa?
- Pode.
- Me chama de Cacau. É que quando você me chama de Camila é tão estranho, parece que você está com raiva de mim, tipo Dona Florinda chamando Kiko de Frederico.
- HAHAHAHA, OK Cacau... também vai ser estranho pra mim no início mas eu vou me acostumar.
- Muito bem, Antônio.
- Muito bem, Cacau.

E com isso o meu boycrush Chouri sai de cena e dá espaço ao meu namorado Antônio. Que coisa, não? Que momento mágico... digo...

You Might Also Like

0 comentários

♥ Cacau dos Santos ♥

©2015-2017 - Todos os direitos reservados.
Todas as imagens de filmes, séries e etc são marcas registradas dos seus respectivos proprietários.

Sobre o blog

Trabalho com conteúdo 100% autoral onde dou dicas culturais e compartilho informações de determinados produtos atípicos, além de mostrar alguns dos meus projetos como o #LicorDeCacauASérie. Quem quiser entrar em contato é só mandar um e-mail para oi@cacaudossantos.com

Formulário de contato